liberdade-pra-que

A disciplina cria a sua liberdade

Quando nos falta o autocontrole, somos dominados pelos nossos sentimentos, desejos, pensamentos, que muitas vezes não se originam em nós. Ficamos reféns de nosso ego mais inferior, que é inconstante, inseguro, hesitante, movido pelos nossos hábitos mais do que pelos nossos sonhos. É por meio da disciplina que conquistamos nossa liberdade, porquanto é ela que nos permite materializar aquilo que consideramos bom e correto para nós.
 
É representativa a imagem de São Jorge dominando o Dragão. Há um lado nosso que deve ser vencido. Quando começamos o exercício de direcionar a nossa atenção e consciência para nós mesmo, em especial para nossos pensamentos e emoções, vamos descobrindo esse lado, constituído pelo nosso ego, a partir de um conjunto de medos, inseguranças, hábitos e desejos. Seu mal consiste em criar falsas identidades para nós. Assim, ao entendermos que “eu sou isto” ou “eu sou aquilo”, somos dominados por máscaras que não representam a nossa verdadeira essência.
 
Ou você vence o Dragão, ou ele te controlará, induzindo-te a comportamentos auto sabotadores. É nesse sentido que a disciplina é tão importante. Mais especificamente, autodisciplina. O poder de nos propormos um conjunto de ações e efetivamente cumprir essas ações. De não deixar os sentimentos dominarem você. Ou ainda, a capacidade de ser aquele você deseja ser.
 
As coisas são simples, o que no trava são nossas emoções. Como eu expliquei neste artigo, elas nublam o nosso julgamento da realidade. Não podem ser estabelecidas como o único critério para decidirmos nossas ações. Assuma um objetivo ou sentido, caminhe em sua direção e enfrente os obstáculos que encontrar. No momento correto, a graça será encontrada. Mas isso não acontece sem os momentos de crise, sem as provações. Algumas vezes, o caminho mais rápido não é uma linha reta.
 
Uma maneira de compreender essa caminhada, é imaginarmos que somos como uma pedra bruta, sendo lapidados para tornarmos nossa versão superior. A vida é própria forja em seu calor, que cria as condições próprias para transformar nossa alma. Cada acontecimento marcante é uma martelada que molda nossa personalidade. Disciplina é entender este processo e aceitá-lo, fazendo com que não sejam necessárias tantas marteladas. Autodisciplina é quando, conscientes, determinamos a forma que daremos à nossa existência.
 
Isso não significa anular nossas emoções. Nossos sentimentos sempre trazem uma mensagem a nós. Aprenda a escutá-las. É uma comunicação sem palavras, que tem muito a dizer sobre você e sua vida. A disciplina é uma ferramenta pessoal; deve-se direcioná-la na construção de nosso bem-estar, para a prática da caridade e para nosso desenvolvimento espiritual. Não use-a para se forçar a ações que no futuro só te deixará enfermo.
 
A disciplina não é também persistir teimosamente em nossos erros. Não ignore a voz da consciência. Não insista naquilo que a vida está dando sinais claros que já passou a sua hora. Permita-se transformar. Use sua força para aquilo que te é bom. Ela, aliada à paciência, colocará você onde desejar.
 
Por estas considerações, não confunda a disciplina com domínio externo. Ela é uma ferramenta para garantir sua liberdade. Isso faz parte da caminhada espiritual. Em tudo há de ser necessário um equilíbrio, dosando bem os momentos de trabalho, descanso e lazer. Isso é um indicativo de maturidade. Com a verdadeira disciplina, você assume o poder que há em você. Aceite-o, está a sua disposição.
Afirmações:
 
Sou uma pessoa disciplinada. Assumo o poder sobre minha vida e uso para meu crescimento e bem estar. Cumpro aquilo que me proponho a fazer.
 
Minhas emoções são minhas aliadas. Elas se harmonizam com meus objetivos. Sei escutá-las e realizo aquilo que é bom para mim, com seu devido equilíbrio.
 
Fonte: Astrocura

Este post foi lido 1481 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>