especial-dia-da-mulher

Como sermos centrados sem sermos egoístas

Quando eu estava crescendo, eu ouvi muitas vezes de minha mãe: “Não seja egoísta”. Como a filha mais velha na família, eu sempre tive que compartilhar tudo com os meus irmãos e primos.

E quando eu não tinha vontade de compartilhar, eu era chamada de “egoísta”. Assim, eu aprendi que se quisesse me concentrar em mim mesma, eu estava sendo egoísta e isto era uma péssima coisa. Mas, se não aprendermos como sermos centrados, significando reconhecermos o nosso poder e estarmos em nossa própria energia, então, nunca iremos desenvolver uma base forte de identidade própria, autocontrole e autoconsciência. As coisas mudaram, e ao nos tornarmos mais centrados realmente nos torna mais poderosos, realizados e completos. Não é interessante que possamos realmente tirarmos “selfies”, fotos de nós mesmos, em um momento em que cuidamos de nossas necessidades e sermos centrados é necessário nesta próxima parte de nossa jornada.

Há uma maneira de sermos centrados que não é a maneira onde insistimos em sermos a pessoa mais importante na sala, de uma forma que exclua as necessidades e desejos dos outros. Tornamo-nos centrados, sem sermos egoístas, através da autoconsciência. Quando somos autoconscientes, sabemos que precisamos e canalizamos a nossa energia na criação destes resultados para nós mesmos. Estamos em um estado de receber e estamos criando conscientemente a nossa realidade, passo a passo, resultado através de resultado. Na verdade, quando não nos é permitido sermos centrados, ou cuidarmos de nós mesmos é que nos tornamos egoístas, como uma resposta de nunca termos as nossas necessidades atendidas.

Quando nossas necessidades são sempre satisfeitas através de nossa intenção energética, o que lhes permite serem satisfeitas de formas milagrosamente criativas, conectamo-nos com os outros ao ponto da satisfação, e não do ponto de sermos carentes. Assim, somos sempre íntegros e completos, o que cria sentimentos de confiança e de alegria em nós e isto se expande para outras áreas de nossa vida.

Cuidarmos de nós mesmos, mantermos fortes limites energéticos, estarmos seguros sobre o que fazemos e que não queremos em nossa realidade, pode ser algo que outros chamem de egoísmo, mas sermos realmente centrados e cuidarmos de nós mesmos, é a única forma de administrarmos a nossa energia.

A partir deste ponto, somos capazes de compartilhar com os outros de maneira tranqüila e graciosa, porque compartilhamos a partir de nosso ser completo. Podemos ser tanto o doador, quanto o receptor, dando de nossa abundância, em vez de tentarmos satisfazer as nossas necessidades de qualquer maneira que podemos, e recebermos sem esforço, porque a nossa intenção nos abre para recebermos bênçãos, enquanto o medo nos bloqueia. Nós não nos envolvemos também no ciúme, na inveja e nem nutrimos sentimentos de carência. O que os outros têm, torna-se uma opção que podemos criar para nós mesmos, se isto estiver alinhado com a nossa intenção e resultados.

Mas sermos centrados não significa que mantemos tudo para nós mesmos e nunca compartilhamos. Na verdade, podemos nos dar ao luxo de sermos mais generosos, quando estamos centrados, porque temos mais a dar.

Como podemos ser tanto centrados, quanto generosos? Como uma pessoa centrada, autoconsciente, usamos a nossa energia para satisfazermos as nossas necessidades, o que não significa que estamos na frente, agarrando as coisas para que ninguém as receba em primeiro lugar. Quando somos centrados, vemos o mundo a partir de um ponto de infinita abundância, com possibilidades e potenciais ilimitados. Tudo o que é adequado e melhor para nós, pode ser nosso, quando o pretendemos como nosso resultado. Caso contrário, não estamos interessados.

Usamos a nossa energia para criarmos fortes limites que permitem que tudo o que precisamos se conecte conosco de forma poderosa. E a partir deste ponto de poder confiante, sabemos que seremos sempre satisfeitos e na alegria que nos permitimos ter, sem nunca nos sentirmos isolados, abandonados, ou desamparados, porque ao sermos centrados, somos sempre completos, realizados e repletos do que o nosso coração deseja.

É o momento de serem centrados? Aqui estão 5 maneiras de serem mais centrados em sua vida:

1 – Sejam claros sobre o que é importante para vocês e o que querem. Peçam exatamente o que querem, não o que acham que podem obter. Não se preocupem com o que alguém diga ou pense sobre isto. Vocês são responsáveis por aquilo que se manifesta em sua vida.

2 – Saibam que o que os outros têm, está disponível para vocês, quando estiverem alinhados com ele. Há o suficiente para todos e o que atrai a sua atenção é um convite para vocês, para definirem uma intenção para isto.

3 – Coloquem fortes limites de energia, é o meu favorito.

“Todos em minha vida me amam, honram-me e me respeitam e tudo em minha vida é uma fonte de amor, de paz e de alegria.”

Usem-no diariamente, pois isto ajuda a administrar os seus limites energéticos e mantém a sua energia fluindo para as suas intenções.

4 – Liberem o que não lhes serve, ou que não os deixem felizes. Se não for uma fonte de alegria, então, não é algo com que estão alinhados. Liberem-no para que algo mais possa ocupar o seu espaço.

5 – Compreendam que vocês não estão prejudicando ninguém ao serem centrados, ou cuidarem de si mesmos e satisfazerem as suas necessidades. Cada um é responsável pela sua própria alegria e abundância, e quando vocês cuidam de si mesmos e mostram aos outros como estão confiantes, felizes e em paz, vocês colocam um exemplo para que eles possam seguir.

Coloquem uma intenção de serem centrados, de cuidarem de si mesmos e criem um caminho energético para terem as suas necessidades atendidas. Vocês podem ser centrados, sem serem egoístas e quando atendem as suas necessidades, vocês se tornam uma fonte de inspiração para outros.

Mensagem de Jennifer Hoffman

Fonte: http://enlighteninglife.com

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Este post foi lido 1551 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>