Vida

Devemos permitir que a vida flua através de nós

Há paz, conforto e segurança disponíveis para você aqui e agora. Não tema a escuridão e as diferenças. Tente não afastá-las violentamente, com raiva. Simplesmente aceite aquilo que você não gosta, como parte da vida e se concentre em outro espaço.
 
Tudo o que poderia existir, existe dentro de você, como energia, aqui e agora. Judas e Cristo existem em seu interior, assim como Hitler e Gandhi. Sabemos que você não mata e nem trai, mas falando energeticamente, todos na Terra gostariam de eliminar uma perspectiva que variasse da sua. Todos na Terra, às vezes, traíram o seu próprio conhecimento interno e a sua própria verdade. Todos amaram além da razão. Todos, pelo menos algumas vezes, desejam a paz. Tudo, querido, existe como uma vibração dentro de você.
 
Assim, o que você faz para “afastar” a escuridão? Você pode tentar afastar aquilo que não gosta. Você pode se isolar da vida. Você pode construir paredes, cercas e muros. Você pode “bloquear” as chamadas, usar sabão contra vírus, e viver em ambientes fechados. Você pode se isolar quase de tudo ou de todos, no nível físico.
 
No entanto, não há fronteira, barreira ou limite que possa afastá-lo da escuridão, se ela existir como um estado de medo em seu próprio coração. Construir paredes pode afastar intrusos físicos e aqueles que não foram convidados, mas já dentro daquelas paredes, você mora e permanece com a energia deles, em um estado de medo ou perturbação. Manter aqueles que são diferentes de você à distância de um braço, pode impedi-los de se aproximarem de você, mas se você tiver medo deles, eles despertam em sua consciência. Combater a doença pode ajudar em sua cura, mas se fizer isto com muito medo, você estará alimentando a vibração da doença.
 
Àquilo que você busca evitar com medo, você involuntariamente “sintoniza-se e se liga” dentro de você. As coisas que você busca evitar amorosamente, existem sempre de forma neutra em sua realidade, sem causar danos.
 
A maior proteção de todas é viver e permanecer na verdade. Que você descanse no Amor Daquele que o cria e o sustenta. Você vive e permanece no Amor que cria universos – o mesmo Amor que espera pacientemente se manifestar dentro de você.
 
Simplesmente ao relaxar e se permitir respirar, você se abre para um amor que o protege mais profundamente do que qualquer medida física jamais poderia.
 
Inspire toda a vida. Expire, sabendo que pelo seu próprio projeto você expirará aquelas energia que não lhe servem. Relaxe. Expire. Você não tem que se isolar da vida. Você pode construir paredes, mas não tema aqueles que as escalariam. Você pode tomar medidas de proteção contra doenças e germes, mas não tenha medo de algo que possa somente viver em um ambiente desequilibrado.
 
Você consegue decidir que energias você irá experienciar em sua realidade, simplesmente através do seu foco. Respire. Absorva toda a vida. Expire…. confiando que todo o seu corpo, mente e alma querem liberar as energias daquilo que não serve. Concentre-se na saúde, no bem-estar, na abundância, na alegria, na bondade nos corações humanos. Libere o seu foco sobre a doença, a falta, a tristeza, o sofrimento e a ganância.
 
É o seu estado natural querer se sentir bem. Não importa o que você tenha passado, você pode reivindicar esta realidade. Inspire vida. Expire. Você já começou uma jornada em segurança, abundância, alegria, amor e verdade. Expire. Permita que o bem flua naturalmente em sua vida e o desagradável se afaste naturalmente.
 
Que a paz esteja com você. Que você saiba o quanto é amado.
 
Deus o abençoe! Nós o amamos muito.
 
Os Anjos
 
Através de Ann Albers
© 2013 Ann Albers – www.visionsofheaven.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Este post foi lido 981 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>