Post 7-A

Nossas orações

Fomos ensinados a orar pedindo…
 
Aprendemos que somos separados da Fonte, separados de Deus.
 
Aprendemos que Deus é uma “entidade” distante que julga e, portanto, condena ou abençoa. Que é um ser mais poderoso que, em sua misericórdia, pode amenizar nossas dores, realizar nossos desejos e até nos curar.
 
Essa forma de oração não ressoa com as energias e ensinamentos que nos chegam diariamente.
 
Não existe nenhum um problema em pedir ou aceitar ajuda mas, com essa atitude, abrimos mão de nosso poder.
 
Deus não é essa “entidade” que nos foi ensinada. Deus está dentro de nós. Ele é uma parte de nós e, portanto, temos o poder criador. Somos os arquitetos dos nossos milagres.
 
Somos seres magníficos, feitos da mesma energia do pai e, como filhos da criação, temos o poder de ancorar as energias por nós mesmos.
 
Quando esse pensamento substituir as crenças limitadoras enraizadas em nosso subconsciente, a criação atuará conosco sem necessitar de nenhuma ajuda externa.
 
Somos vibracionalmente capazes de atrair as energia criativas e curativas. Temos plena capacidade de trazer à tona toda a luz existente no cosmos.
 
A nova maneira de orar tem a vibração que empodera, nos colocamos em uma posição de co-criadores em unidade a tudo o que é, confiando na providência divina que está dentro de nós.
 
Isso não significa que devemos dispensar a ajuda de nosso anjos, guias e mentores, apenas precisamos reconhecer que somos capazes de atrair as experiências necessárias ao nosso desenvolvimento de acordo com nosso nível vibracional.
 
Orar é usar a Lei da Atração a nosso favor.
 
É hora de assumirmos nosso poder, transformando nossas vidas e nosso planeta!
 
Eu sou Roberto Legey

Roberto_LegeyRoberto Legey
Empresário, consultor, estudioso da espiritualidade, do processo de mudança de consciência planetária e colaborador do Movimento PENSO POSITIVO.

Este post foi lido 6412 vezes!

1 responder

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>