i206504

O modelo de sociedade fracassou

O momento em que vivemos nos faz concluir que o modelo de sociedade que escolhemos fracassou totalmente. É bem provável que ele deve ter funcionado em algum momento da nossa história mas, indiscutivelmente, chegou ao seu limite.
 
Esse modelo materialista, baseado na busca descontrolada pelo dinheiro, poder e reconhecimento social, mostrou-se equivocado e cruel. Tal modelo ignorou completamente a dimensão espiritual da vida. Ele, tão somente, vem alimentando a competição, a falsidade e a crueldade; Só contribuiu para implantar de maneira profunda a ilusão da separação, jogando uns contra os outros e nos fazendo acreditar que somos todos inimigos a serem batidos.
 
Enquanto indivíduos e sociedade, nos encontramos cansados e frustrados. Apesar de toda luta diária, só temos encontrado a dor, a insegurança e o medo.
 
Acreditamos firmemente que a felicidade é algo a ser perseguido, conquistado e, para isso, não medimos esforços. Abrimos mão de fazer aquilo que queremos para fazer o que agrada aos outros e, desta forma, nos distanciamos cada vez mais da nossa essência e do nosso propósito. Essa é a razão do nosso fracasso.
 
Os tempos chegaram; é a hora da reflexão. A nossa dor é um convite à mudança, à criação de um novo modelo baseado no amor, na fraternidade e na compaixão. O amor é a energia mais poderosa que existe, é o combustível utilizado pelo Universo para sua expansão. É a energia que nos fará finalmente compreender que só existe a unidade. E a unidade trará a força que construirá um mundo justo, fraterno e pacífico.
 
Gosta do que eu escrevo? Aquilo que venho publicando diariamente faz sentido pra você?
 
Quer aprender a colocar tudo isso em prática e transformar definitivamente sua vida?
 
Clique no link abaixo, preencha o questionário, envie-me e aguarde o meu contato!
 
 
Tudo pode e vai ser muito diferente, você só precisa agir para ser feliz. Acredite!
 
Roberto Legey

Este post foi lido 1896 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>