Seres de luz 2

O que são entrantes?

Você já deve ter ouvido falar na palavra entrantes.
 
Os entrantes são seres de dimensões mais elevadas que já fizeram a sua passagem pela terceira dimensão, ascenderam e que se colocam a serviço, nesse momento na terra, para auxiliar a ascensão Dimensional da terra e dos seres humanos como um todo.
 
Como seres e dimensões superiores, os entrantes tem uma consciência mais expandida sobre a vida e sobre os princípios viventes e eles vem para auxiliar a ancorar uma forma de vida mais alinhada com a unicidade, de modo que nós possamos viver mais alinhados com o nosso próprio Divino e a consciência Universal sem nos sentirmos separados do todo.
 
Entrantes de dimensões superiores bastante evoluídos estão sobre a terra hoje.
 
A diferença entre eles e as sementes Estelares é, principalmente, o fato de que eles vem para Terra sem vínculo de DNA etéreo nas famílias que eles são inseridos.
 
Eles não têm o DNA etéreo dessas famílias. Mas eles tem o seu próprio DNA de sua matriz original de existência e não se vinculam a história genética espiritual das famílias onde Eles nasceram.
 
Eles podem até por um tempo de suas vidas, para serem inseridos no campo energético da Terra, viver como se pertencessem a essas famílias, mas verdadeiramente eles não pertencem. Há muito tempo eles deixaram de pertencer a algo ou alguém.
 
Eles são livres e por isso estão aqui agora para nos ensinar o Ser livre.
 
Eles não nascem de um pai e uma mãe, não são gerados no útero de uma mulher. Mas eles aproveitam um ser humano que já está encarnado nesse planeta e compartilham o mesmo corpo com ele de modo que ambos se beneficiam dessa experiência.
 
Isso pode acontecer quando o humano nascido de um pai e uma mãe ainda é bem pequeno, ainda bebê, ou também mais tarde como adultos.
 
Quanto menor a idade do corpo físico, menor o trauma causado por sua entrada na vida do humano, e mais fácil sua integração na Terra. Entrantes que se acoplam bem cedo a um corpo humano passam desapercebidos pelas famílias, crescem como se daquela família pertencessem, aproveitam os aprendizados sobre o modo de viver daquela família e da sociedade em que estão inseridos, tem um tempo grande para se adaptarem novamente à terceira dimensão e à densidade. Eles normalmente são crianças que não conseguem compreender a falta de amorosidade nos ambientes e nas famílias, eles realmente não compreendem muito como as pessoas vivem aqui desde muito pequenos. Tem maneiras diferentes de ver a vida e o mundo. Tem ideias que normalmente são repudiadas por seus pais. São comumente chamados de sonhadores, porque sua visão da vida é muito focada na dimensão da qual eles realmente pertencem. Eles se esqueceram como é a realidade de terceira dimensão, como funciona a consciência puramente tridimensional. Quando chegam aqui vem com a consciência da dimensão do seu local de origem, e a mantém por toda a sua jornada aqui. Eles realmente sentem como se não pertencessem à sua família, não encontram nenhuma sintonia com eles. Vivem no seu meio por sua consciência mais expandida de amor incondicional, jamais por adaptação ao meio. Podem até por um tempo de suas vidas pensar que pertencem aquele meio, mas em algum momento despertarão para o fato de quem verdadeiramente são. Isso acontece quando chega a hora de ativarem suas alianças espirituais e ocuparem o seu lugar no grande cenário da Terra.
 
Cada qual tem o seu tempo para despertar. Quando eles se reconhecem pelo que são, sua energia multidimensional ancora mais firmemente no corpo físico e eles passam a transmitir a Luz que vieram para transmitir.
 
O entrante chega e acopla no corpo físico apenas com a aceitação daquele ser humano gerado no ventre humano. Há um acordo já feito em dimensões superiores para isso acontecer. Há varias formas também para isso acontecer. Pode ser numa queda, uma febre muito alta, alguma enfermidade ou simplesmente durante o sono. Depende de qual forma é mais adequada para cada um.
 
Quanto mais tarde o entrante acoplar no corpo físico mais difícil é para o entrante se inserir na vida na sociedade e no corpo humano. Não é uma tarefa fácil viver como um entrante sobre a terra.
 
Exige que ele aprenda a conviver no meio ambiente onde foi inserido para então poder Ser o que veio para SER.
 
Você pode imaginar um ser de uma dimensão bem menos densa que a Terra chegando num corpo físico que já tem entre 20 e 40 anos por exemplo. Se não é fácil para ele chegar numa família com DNA etéreo totalmente diferente do seu, conviver desde pequeno em meio à uma família humana de consciência muito menos expandida que a sua, com uma visão de vida muito diferente da sua, imagine chegar num corpo que já tem uma trajetória de vida bem delineada, com hábitos, profissão, muitas vezes família constituída. E o ser entrante chega para ocupar esse corpo trazendo toda uma consciência mais expandida, e outras qualidades inatas, ferramentas espirituais, dons totalmente diferentes daquele humano.
 
Há muitos entrantes hoje sobre a Terra, que estão aqui como voluntários para esse tempo de ascensão dimensional. Muitos ainda não despertaram. Outros estão despertando do sono de pensar que nasceram como a maioria dos humanos, gerados no útero de um pai e uma mãe.
 
Esse despertar está ocorrendo para muitos, e possibilitando o ancoramento de mais luz sobre a Terra, possibilitando a transmissão de uma nova consciência, novos conhecimentos em muitas áreas.
 
É tempo para cada Ser sobre a Terra assumir o Seu lugar no grande plano de ascensão que está em evolução!
 
Kátia Patrícia

Este post foi lido 10833 vezes!

1 responder

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>