Post 2

Sintomas da recalibração

Começou assim sem mais nem menos, esse zuummm no ouvido de vez em quando, sensação de tontura, às vezes de enjoo, desconforto, sensação de já ter visto este momento, de já conhecer essas pessoas que na verdade nunca vimos antes.
 
Montanha russa emocional, vontade nenhuma de ir ao shopping, falta de paciência com gente que só reclama, uma necessidade enorme de escutar o silêncio, se alimentar dele, ser o silêncio.
 
Almejamos tanto chegar em um ponto de transformação onde tudo realmente muda, aonde o paradigma cai e outro nasce que quando realmente acontece, nos deixa sem eira e nem beira, pois não acontece de repente e com hora marcada, vai se infiltrando como água por uma fenda e de repente…transborda.
 
Começar a comer coisas diferentes, voltar a comer coisas que gostávamos na infância – tomar a venenosa coca-cola depois de eons sem por ” isso” na boca.
 
Sentir gratidão de chorar por muitos momentos no dia e vontade de gritar no trânsito.
 
Sensação de não se reconhecer mais no espelho, de não reconhecer lugares que passamos todos os dias, ter um brancos de repente de dar susto, ir ao médico achando que é Alzheimer, deixar de se importar demais com a própria imagem…..
 
Cuidar-se sim, mas favorecer conforto e não padrões externos de moda e não se importar nem um pouquinho com a opinião dos outros.
 
Achar que está depressiva e bipolar, que é Tpm, mas não é.
Sentir mil coisas lindas e mil coisas horrorosas ao mesmo tempo…
 
Sentir umas dores esquisitas pelo corpo em dia de ironia mental para consigo.
 
No meio de tudo isso conseguir trazer seu melhor à tona, e reconhecer das atividades diárias o que dá para largar o que merece atenção.
 
Vontade de ir pra casa, mas não sei aonde é casa, mas não é aqui e ao mesmo tempo por agora sim é aqui nossa casa.
 
Se descobrir de repente, verdadeiramente como Fonte, como energia da Fonte, ver 11:11,12:12, 13:13, 14:04 o tempo todo, reconhecer o amor e senso de humor do universo, pensar em algo e em milissegundo sentir acontecendo, ter resposta para sua pergunta, começar a receber blocos de informação que não emanam da mente, achar que está louca, achar ótimo estar louca,entendendo tudo e nada.
 
Se sentir de novo parte do todo e daqui a pouco parte de nada, não ver mais sentido algum em discussões políticas, falar mal da vida alheia, sentir inveja, intriga, guerra, violência verbal e corporal, discussões constantes com familiares pelas mesmas coisas…não investir mais tempo nisso, não se sentir atraído mais por esse padrão.
 
Começar a sentir sede de um nível de troca mais profundo mas nem sempre só cabeça, querer vivenciar leveza, alegria, prosperidade, Paz e luz.
 
Valorizar-se mais e amar-se muito, ter flashback de outras dimensões tão reais e palpáveis como esta, achar muito lógica na verdade da partícula, saber que nada aqui é real ou material.
Respirar… E seguir adiante descabelada e feliz.
 
Conhece isso?
 
EU SOU
Noeli Naima

noeli-naimaNoeli Naima
Professora de  Yoga, escritora, Naturopata, Terapeuta Bioenergética, Cura Reconectiva, Couching Próspero e colaboradora do Movimento PENSO POSITIVO.
E-mail: info@noelinaimayoga.com

Este post foi lido 20639 vezes!

16 respostas
  1. Wania Reina
    Wania Reina says:

    Muita paz depois ler esse texto. ..e como se tirasse um peso de meus ombros …saber que sinto a vida dessa forma de 3 anos para ca. Onde se nem eu me entendo mais o que dirá das pessoas a mimha volta. Gratidão. Muita luz.

    Responder
  2. grazi
    grazi says:

    Nossa me sinto exatamente assim, me senti completamente descrita nesse texto, cheguei achar q era depressão ou tpm, me aliviou muito ler esse artigo, obrigado!

    Responder
  3. nilton cezar
    nilton cezar says:

    pessoal, me senti cm um peixe fora do aquario, foi uma sensação muito estranha de uma de intolerância p/ com meu semelhante, prm cm venho na trilha do autoconhecimento tenho sensação de q meus demonios internos vieram a tona,e alguns sentimentos de qe ja vivi isto antes. vivo na montanha russa mas no amago de meu ser sei q isto é transformador e libertador. Ao demais q estão lendo texto e comentando diria o seguinte: “Bem vindo ao clube”

    Responder
  4. Vera Lucia Torres De Luca
    Vera Lucia Torres De Luca says:

    Interessante!
    Tenho me sentido assim ultimamente.
    Um exemplo: uma vontade enorme de sair, viajar, ir ate um shoppin, mas de uma hora para outra fico sem animo .
    E qdo saio , nao aproveito como deve ser.Achei que era cansaco,realmente o animo some,sem motivo.
    Faco uma programacao,toda animada. Mas depois que estou no local;nao sei ….Nao consigo fazer nada,daquilo que realmente tinha vontade.
    O que e isso?
    Me oriente, por favor!
    Muito obrigado!

    Responder

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>