medo

Você deseja se libertar do medo para ser feliz?

Você já quis fazer algo, mas ficou paralisado pelo medo? Será que já ficou zangado com você mesmo por ter perdido uma oportunidade, não agindo e ignorando os seus sonhos, mais uma vez? Você deseja se libertar do seu medo para que possa ser feliz?
 
Há uma maneira de fazer isto e não é preciso que dê grandes saltos de fé, fingir que é corajoso (quando não é), fazer pára-quedismo ou acampamento, ou qualquer coisa que o tire de sua zona de conforto. São três passos que começam com o medo, porque este é a base para a criação da felicidade.
 
Aqui estão os três passos e você verá como eles se encaixam:
 
1º Passo – Admita que você tem medo e sabe do que realmente tem medo. Não faz nenhum bem fingir que não está com medo, isto apenas cria mais confusão. Ainda que você tenha muitos medos, eles têm uma ligação comum que poderia ser um medo da crítica, do julgamento, da solidão, da traição, da perseguição, do ridículo, do fracasso, ou de muito sucesso. Conheça o medo e, então estabeleça a base para o 2º Passo.
 
2º Passo – Determine a sua “recompensa da felicidade”, pois há valor em ser feliz, e a felicidade é maior do que o valor do seu medo. O medo que o paralisa serve a um propósito. Ele o protege de fazer aquilo de que realmente tem medo. Você não irá agir quando estiver com medo, assim o valor de ser feliz deve incluir uma recompensa significativa e valiosa. Quando você vê o fato de estar feliz como uma recompensa e uma alternativa para ter medo, está preparado para o 3º Passo.
 
3º Passo – Reconheça a sua resistência e a alinhe com os seus resultados. Usamos frases como: “Eu poderia fazer isto, mas, então, esta outra coisa iria acontecer, então, eu não irei lá.” Estas são declarações também e elas são muito poderosas, porque nos mostram onde resistimos. Se as seguirmos com uma declaração de ação, reconhecemos o medo e a resistência e a nossa vontade de agir de qualquer maneira. Isto parece assim: “Eu poderia começar a namorar, mas, então, eu poderia encontrar alguém como o meu ex, então, eu ficarei em casa e assistirei filmes, sozinha. Desde que eu quero um relacionamento, eu terei oportunidades e começarei a conhecer novas pessoas.”
 
Ignorar nossos medos não serve a nenhum propósito, mas permanecer neles não nos ajuda também. Isto apenas perpetua a paralisia e nos impulsiona ainda mais para o desespero, a inação, a confusão. Não há problema algum em ter medo. Todos têm medo de algo, mas não é útil usar os nossos medos para evitar a alegria, a felicidade e a ação.
 
Qual é a sua recompensa por permitir a felicidade em sua vida? Torne-a grande e atraente, importante e significativa e use os seus medos como um trampolim para a compreensão da coisa essencial de que tem medo e você não terá mais que temer. Então, você pode começar a permitir alguma alegria em sua vida, sentir-se melhor sobre si mesmo, criar uma recompensa para a felicidade que seja significativa e gratificante e adicionar a felicidade às intenções de sua vida.
 
Jennifer Hoffman
 
Fonte: http://enlighteninglife.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Este post foi lido 1031 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>