metacognição_neurociências

Você pensa demais?

Pensando excessivamente…
 
Uma das maiores causas da insatisfação, da distração e da infelicidade é pensar demasiadamente nas coisas. Muita energia mental é colocada no processo e não sentimentos suficientes. Isto geralmente acontece quando você está em um ciclo de “Trata-se de mim.” Embora a jornada se refira a você, nem tudo o que está acontecendo ao seu redor tem a ver com você. Libere este pensamento, pois isto é realmente o que está em seu caminho.
 
Saia da sua própria cabeça por um momento e ouça. Ouça as suas próprias palavras, e, então, os seus pensamentos e veja se, talvez, isto seja exatamente o que você não está querendo. Você está reclamando ou procurando soluções fora de si mesmo, ou você para e procura interiormente uma resposta desta pequena e tranquila voz que o incentiva a procurar um caminho melhor? Você está pensando de forma positiva ou defendendo o pensamento positivo, embora não acredite nisto realmente para si mesmo?
 
Lembre-se: mudar o seu foco é fácil. Comece a se concentrar nos pontos positivos em você, em sua vida e ao seu redor. Procure as coisas maravilhosas que estão acontecendo e escolha melhores pensamentos a partir daí. Quando você vê que você realmente não tem nada com que se queixar, a vida se torna cheia de infinitas possibilidades.
 
Pensamento para hoje: “Uma das maneiras mais rápidas para descobrir o seu processo de pensamento é se perguntar sobre o que tem que reclamar hoje, e, então, ouça a sua resposta.
 
E assim é.
 
Você é muito amado e apoiado, sempre
 
Os Anjos e Guias
 
Fonte: http://www. playingwiththeuniverse.com/ – tradução: regina Drumond

Este post foi lido 1790 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>