wpid-1524959_3863931053507_1533154398_n

Afirmações Positivas – o que são, Como Funcionam e Porque São Poderosas


Você já deve ter ouvido falar que “as palavras têm poder”, mas será que sabe o porquê? E como o podemos usar em nosso benefício, de forma eficaz?
Muito se tem escrito e falado a respeito das Afirmações, no entanto, são raras as referências existentes que explicam, efetivamente, do que se trata, como realmente funcionam e porque é que são tão poderosas. Neste sentido, reunimos um conjunto de informações, de diferentes fontes credíveis, para criar este artigo que, por certo, o irá ajudar a entender como tudo funciona, para que possa praticar esta técnica de PNL de forma eficaz.
De um modo geral, a assimilação de mensagens negativas por parte do nosso subconsciente resulta, normalmente, na diminuição da nossa Auto-estima, no aparecimento de dúvidas e medos, numa crescente sensação de frustração… Assim, faz sentido que ao alimentar a sua mente com mensagens positivas consiga provocar uma mudança extraordinária em si próprio. No entanto, algumas pessoas dizem que “as Afirmações não funcionam” mas, na verdade, o que acontece é que a maior parte das pessoas não sabe usar as afirmações de forma correta, apenas leram alguns artigos ou livros que são, maioritariamente, escritos para as massas e acham que tudo é simples e de efeito imediato! Um facto recorrente é quando uma pessoa diz: “A minha prosperidade está a aumentar”, e depois pensa: “Isto é uma parvoíce, já sei que não vai funcionar.” Qual das duas afirmações você acha que vai prevalecer? A negativa, é claro, pois faz parte do modo arreigado com que a pessoa se habituou a olhar para a vida. É, portanto, importante entendermos, de uma vez por todas, que as nossas afirmações diárias são o reflexo dos nossos pensamentos e sentimentos, 24h por dia, e que é urgente reeducar o nosso modo de pensar, começando pelo que queremos realmente atrair.
Uma afirmação é qualquer coisa que nós dizemos ou pensamos. Não nos damos conta disso, mas muitas vezes os nossos pensamentos são bastante negativos. “Sou um fracasso total”, “Os meus amigos desvalorizam-me”, “Isto é muito difícil, não vou conseguir” são pensamentos que temos e frases que pronunciamos sem perceber o efeito negativo que exercem sobre nós.” Louise Hay
Além do pensamento e da voz, outro processo que algumas pessoas utilizam para perpetuar as suas dificuldades pessoais e frustrações é a escrita. O envio de e-mails para os amigos ou familiares contando sobre os problemas da semana, ou o registo escrito de um diário, por exemplo, são poderosas formas de fazer afirmações, pior, de registá-las e armazená-las. A palavra escrita tem tanto poder quanto a falada. Repare que quando você escreve algo, é mais fácil se conscientizar do que escreveu.
Não perca tempo lamentando as suas limitações, os seus relacionamentos menos bons, os seus problemas, doenças, pobreza, etc. Quanto mais falar sobre o problema, mais ele se solidificará. Não culpe os outros pelo que parece estar errado na sua vida – isso é outra perda de tempo. Lembre-se que você segue as leis da sua própria consciência, dos seus pensamentos, e que o seu modo de pensar atrai experiências específicas. Quando mudar o processo dos pensamentos, tudo na sua vida mudará também.” Louise Hay
As afirmações, tanto positivas quanto negativas, abrem portas. Elas são o ponto de partida do caminho para as mudanças na sua vida. Tudo o que disser ou escrever, hoje e amanhã, serão afirmações. Se você afirmar: “a minha saúde é má”, estará perpetuando um quadro triste sobre os seus problemas de saúde. É preciso estar-se atento aos pensamentos e às palavras que expressamos para começar a eliminar aqueles que criam as experiências que não desejamos para as nossas vidas.
… cada pensamento que temos ou cada palavra que pronunciamos é uma afirmação. Todo o nosso diálogo interno é um fluxo de afirmações. Usamos afirmações a todo momento, consciente ou inconscientemente. Afirmamos e criamos as nossas experiências de vida com cada palavra ou pensamento. As afirmações expressam as crenças a respeito de nós e do mundo, que vão sendo construídas desde a infância.Louise Hay
Diretrizes
O problema coloca-se em saber que Afirmações utilizar para obter os melhores resultados na nossa vida e qual o método a ser utilizado. Na realidade não existe um guião universal ou uma metodologia rigorosa a seguir. Existe, sim, um conjunto de importantes diretrizes que o vão ajudar a perceber como tudo funciona e a criar eficazes Afirmações positivas.
  1. Tempo Presente – É aconselhável escolher as palavras no tempo presente e não no futuro. Não deverá dizer “Eu aprenderei a amar-me a mim próprio” porque dá a sensação que somente alcançará o que pretende “algum dia” que nunca se sabe quando será e que a sua mente também não saberá, o que quer dizer que não é algo importante para o momento presente. Em vez disso, poderá dizer “Eu escolho amar-me a mim próprio”. Essa Afirmação estabelece duas coisas: a inclusão da palavra “escolho” confere-lhe autoridade e, ao colocar a frase no tempo presente, está a transmitir a ideia de já estar a acontecer aquilo que pretende, de que é importante para o “agora”.
  2. Ser credível – Ao mesmo tempo, as Afirmações deverão ser credíveis para si. Se repetir, por exemplo, “Sou uma pessoa maravilhosa com muito para oferecer ao mundo” e, no fundo, não acreditar naquilo que está a dizer, o seu subconsciente poderá simplesmente rejeitar essa Afirmação. Dizer algo como “Estou a aprender a aceitar-me tal como sou” poderá fazer toda a diferença no que toca ao seu próprio sentimento de veracidade em relação à Afirmação. A este respeito, os estudos científicos demonstraram que existe uma gama de ideias que cada um de nós está preparado para aceitar. As Afirmações que se encontram dentro desse limite são mais convincentes do que aquelas que estão fora. Essas Afirmações que estão fora da gama encontram uma maior resistência e podem até mesmo levar as pessoas a se agarrarem mais firmemente à sua posição original, mais negativa. Se uma pessoa com baixa autoestima disser algo positivo sobre si mesma, mas isso estiver muito fora do alcance do que ela realmente acredita, a sua reação imediata será rejeitar a alegação e se sentir ainda pior. Portanto, é muito importante começar por fazer Afirmações positivas com as quais se consiga identificar e que lhe pareçam realmente possíveis de materializar. Comece devagar, acredite e seja paciente. Não se desmotive ao primeiro obstáculo que surja.
  3. Substituição – A cada vez que pensar ou disser algo de negativo a seu respeito procure substituir, de imediato, esse pensamento por outro associado, mas positivo. Devemos reeducar as nossas palavras e, principalmente, os nossos desejos. Eles são a chave para solidificar as mudanças favoráveis. Afirmações negativas que por vezes são proferidas automaticamente como, por exemplo, “Sou gordo e não consigo emagrecer”Substitua por algo positivo como “Amo e aceito o meu corpo e a cada dia que passa vai ficando mais bonito”, ou “Os meus amigos não me ligam nenhuma” Substitua por algo como “O meu círculo de amizades é sincero e suportivo”. Lembre-se que Afirmar é uma forma de persuadir a realidade a mudar a nosso favor. Experimente mudar esses princípios tão negativos que estão interiorizados em si por afirmações positivas. Elas podem operar transformações que começam pela sua maneira de vivenciar o cotidiano – já que tudo passa a ser visto com olhos mais pacientes e otimistas – e em seguida são percebidas nas suas relações com as pessoas próximas, até se materializarem nos ambientes que o rodeiam e que habita.
  4. Postura mental – É importante dar atenção redobrada ao que você pensa e faz ao longo do dia, pois a sua postura mental é essencial para activar as mudanças que deseja sentir na sua vida. Às vezes as pessoas pronunciam as afirmações uma vez por dia, logo ao acordar, mas durante o resto do dia reclamam o tempo todo. Também quando nos sentimos tristes ou emocionalmente “carregados”, torna-se mais difícil acreditar nas afirmações que proferimos. Por isso é imprescindível que você mantenha uma postura positiva diante dos conflitos cotidianos para se certificar de que não deixa de acreditar e de querer lutar por mudanças positivas. A partir da compreensão dessa postura, e munido da convicção de que você dirige a sua vida em todos os momentos, poderá escolher as palavras e frases que melhor descrevam os seus desejos e caminhar confiante em direcção a um futuro melhor.
  5. Escolher o tom apropriado – Quando utiliza Afirmações, poderá fazê-lo em voz alta ou somente mentalmente mas, em qualquer dos casos, deverá concentrar-se no tom que utiliza. Em vez de dizer as palavras como se estivesse a ler o jornal, sem qualquer emoção, é importante introduzir uma componente de emoção, ou seja esforce-se por sentir de facto aquilo que diz. O seu subconsciente assimila melhor o lado emocional daquilo que está a dizer do que propriamente as palavras que está a utilizar. É completamente diferente dizer “Realmente aprovo-me e gosto de mim!” com um sentimento de amor e aceitação ou com um sentimento descrédulo e indiferente, parece-lhe claro?
  6. Repetir, repetir, repetir - Uma vez que tenha criado algumas Afirmações para a materialização dos seus desejos, tente repeti-las várias vezes ao dia. Lembre-se que o seu subconsciente está constantemente a reproduzir antigas mensagens negativas, as quais são importantes contrariar. Continue a recitar Afirmações positivas de forma consistente, especialmente quando tomar consciência que está a ter pensamentos negativos acerca de si próprio, substitua-os, de imediato, por outros positivos.
  7. Dar tempo ao tempo – Tudo leva o seu tempo e transformar pensamentos negativos em positivos não é um processo simples que se manifeste de um dia para o outro. Poderá demorar algumas semanas e mesmo até meses até que se percebam diferenças. Poderá até dar consigo a pensar que as Afirmações não estão a funcionar consigo. Caso isso aconteça, não desista e continue em frente. Muito provavelmente ocorrerá uma mudança gradual. Aos poucos e poucos começará a perceber que está com uma atitude bem mais positiva e irá dar-se conta de mais contentamento e alegria no seu dia-a-dia. Esse é o sinal que realmente as coisas estão a funcionar.
Não pense que é um processo mágico e que sua vida vai mudar de uma hora para outra. Porém, se persistir e escolher ter diariamente pensamentos agradáveis, positivos, que lhe deem satisfação, sem dúvida irá aperceber-se, aos poucos, das mudanças positivas em todas as áreas da sua vida.” Louise Hay
Fontes: Helena Martins; Leo Chioda; Louise Hay; Richard Bolstad
A ciência por detrás do poder das Afirmações
A PNL (Programação Neurolinguística) é um modelo de compreensão do funcionamento mental dos seres humanos baseado na ideia de interação entre mente, corpo e linguagem na criação de uma percepção absolutamente individual do mundo, percepção esta passível de ser alterada através da aplicação de uma variedade de técnicas. A PNL possui alguns pressupostos básicos bastante interessantes de serem levados em consideração quando pensamos a respeito das Afirmações positivas.
O Terceiro Pressuposto Básico da PNL afirma que “Se uma pessoa pode fazer algo, todos podem também, caso se comportem da mesma forma que as pessoas que o consegue”. Ou seja, ninguém é incapaz de absolutamente nada; se formos atentos aos padrões de comportamento de pessoas bem-sucedidas, em determinadas ações, e reproduzirmos os seus comportamentos, também seremos bem-sucedidos nestas mesmas ações. O acto de pensar, por si só e por incrível que pareça, é um comportamento. Os nossos padrões de pensamento nada mais são do que padrões de comportamento, alguns ocorrendo de modo tão automático que mal somos capazes de perceber quando é que um pensamento começa. Mas se reproduzirmos os pensamentos de alguém que consegue fazer algo, também conseguiremos.
Já o Quarto Pressuposto Básico afirma que corpo e mente são partes do mesmo sistema e que, desta forma, tanto os pensamentos alteram a fisiologia do corpo como a fisiologia do corpo é capaz de alterar a qualidade dos pensamentos. E se formos analisar o terceiro e o quarto pressupostos em conjunto, somos então capazes de perceber o quanto a questão do que pensamos interfere na qualidade das nossas escolhas e, por consequência, na qualidade das nossas próprias experiências de vida.
As afirmações positivas servem, neste contexto, como “rotas de fuga” aos padrões negativos cristalizados e absolutamente automáticos que por vezes se repetem sem que nem sequer o percebamos. O que quer dizer que utilizadas de modo consciente e treinando por repetidas vezes, vão alterar a fisiologia do nosso sistema, potencializando a geração de sentimentos positivos e agradáveis ao invés dos negativos, que seriam a resposta automática do corpo ao funcionamento de uma mente baseada em padrões negativos de pensamentos.
“Se o que você está fa fazer não está a funcionar, faça qualquer outra coisa”, diz o Nono Pressuposto Básico da PNL. “A maior insanidade que existe é continuar a agir da mesma forma e esperar obter resultados diferentes”, disse Albert Einstein. Cabe a cada um de nós avaliar, a cada dia, se a qualidade dos nossos pensamentos está a aproximar-nos ou a afastar-nos do que desejamos experimentar enquanto realidade. 
Simples assim :)
Fonte: Flavia Melissa

Este post foi lido 6110 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>