Depositphotos_1636141_original

Ao invés da raiva, eu escolho o amor

Minha raiva é uma pirraça do meu eu assustado, como uma criança que precisa do amor que somente eu devo prover. Eu não posso esperar que nenhuma outra pessoa veja a dor por trás da minha raiva. É minha responsabilidade abrandar meu comportamento. Saciar minha raiva é um ato de auto-sabotagem, pois isso afasta justamente o amor do qual eu preciso.
 
Hoje, se eu for tentada à raiva, eu orarei por um milagre que me liberte. Eu estou comprometida com o amor como uma maneira de curar o que quer que seja que tenha me tirado do caminho.
 
Querido Deus,
Por favor, afaste minha raiva,
Pois essa não é uma expressão do meu eu verdadeiro.
Mostre-me o amor
Que está além dela,
E me ajuda a mostrá-lo para os outros.
Amém.
 
Marianne Williamson

Este post foi lido 1947 vezes!

1 responder

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>