Controle-das-emoções

Aprendendo com as emoções

Há grande aprendizado que ocorre ao lidar com as emoções a qualquer nível. No entanto, a fim de se purificar, deve-se aprender a ligar a vida emocional em sua totalidade aos propósitos da luz, de modo que se torne um instrumento puro. Isto não significa uma ausência de emoções, mas sim, a eliminação daquelas que não podem se fundir com o amor e a luz. As emoções que permanecem, então, são aquelas que são derivadas do alinhamento com a alma, como a paz, a alegria, o amor, a compaixão, a bondade, a ternura, a gratidão, apenas para citar algumas. No sentido mais profundo e verdadeiro, as emoções são destinadas a servir a Deus, pois elas são energias que fazem parte de Deus e que podem manter a pureza da essência com a qual foram criadas.
 
Na área das emoções, o aprendizado pode ser acelerado quando se escolhe conscientemente um caminho de purificação e se aprende a não se identificar com as correntes emocionais que estão apenas “de passagem”. O segredo está na percepção profundamente sentida que se é uma alma criada por Deus, e que a verdadeira identidade do ser interno permanece em todos os momentos.
 
Na presença de emoções discordantes, pode-se afirmar, com ou sem palavras: “Eu não sou este sentimento (raiva, depressão, inveja, medo, frustração) que passa por mim. Eu sou o meu ser interno.” Esta identificação pode criar um pequeno espaço no qual a luz pode entrar. Como resultado, pode ocorrer o testemunho e não a imersão nas emoções.
 
Com todo amor e bênçãos
 
Julie Redstone
 

Este post foi lido 1992 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>