Thinking young woman with yes or no choice on grey background

Como vibrar positivo com tanto sofrimento no mundo?

Sempre que se fala da importância do bem estar para se criar uma realidade mais favorável, surge em algum momento o questionamento: “Como posso ser feliz e me sentir bem se há tanto sofrimento no mundo”?

Entender essa questão permite à pessoa dar um salto gigantesco no que se refere ao domínio da criação da sua própria realidade.

De uma forma bem simples, há apenas duas formas de uma pessoa vibrar: positivamente (amor, alegria, gratidão, compaixão, contentamento, entusiasmo, etc.) e negativamente (indignação, raiva, medo, preocupação, depressão, etc.) Dependendo da média das frequências emanadas durante os dias, meses e anos sucessivos, a pessoa recebe de volta situações de mesma vibração.

O sofrimento do mundo, em todas as suas manifestações, é resultado de dinâmicas eletromagnéticas colocadas em ação há muito tempo, desde o início da jornada individual de cada alma. Toda vez que um ser age de forma contrária à sua essência (amor), cria uma situação que definimos como má. Por eletro-magnetismo, acabará recebendo de volta, mais dia menos dia, uma situação má. Isso é lei universal e não há como fugir disso.

Entender que há uma ordem oculta no caos aparente é o primeiro passo para se resolver essa questão.

Procurar o próprio bem estar não significa fechar os olhos para os problemas das outras pessoas. Podemos ajudar a resolvê-los sim contudo, a ação deve ser pautada na compaixão por todos os envolvidos.

A compaixão tem a vibração correta para que possamos ajudar as “vítimas” e os “algozes”, sem que nos percamos no ressentimento ou na raiva, que só contribuiria para agravar ainda mais a negatividade que originou a situação.

Imagine uma grande balança. Em um prato se deposita vibração positiva, no outro, vibração negativa. Não faz diferença alguma para a contabilidade cósmica se depositamos ódio ou um simples ressentimento. Ambos vão para o prato da negatividade que cria mais negatividade. É por isso que as guerras contra a fome, contra as drogas, contra a violência já iniciam perdidas.

O grande salto de consciência acontece quando se entende que, seja qual for a situação em que nos encontremos ou que o mundo se encontre, só nos resta a doce escolha do amor.
 

Por Mabel Cristina Dias

 

Este post foi lido 2649 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>