post-3-b

Desconstrução do desejo capitalista

Esse momento do nosso país, nos convida a considerar o quanto estamos nos tornando um produto do sistema. A crise traz a oportunidade de indagarmos as relações turbulentas que temos com nosso próprio desejo. Nos traz a necessidade de perguntar sobre o consumo que vivemos, dá a vazão para olharmos nossas necessidades da alma e repensar o sentido da vida dentro da singularidade que somos. A terapia nesse momento é um excelente recurso para nos libertarmos dessa subjetividade manipulada pelo sistema, trazendo o sofrimento delirante da falta.
 
A falta é uma ilusão. Precisamos mudar o pensamento em função do que falta e sim prescindir o que dá sentido. Ao desejo não falta nada. Não há relação intrínseca entre desejo e falta. Quando a falta é introduzida no desejo, este passa funcionar assim. O temor da sociedade é que os fluxos corram soltos. Que a aliança de dependência venha perder o controle e o poder. A memória é produzida através de uma espécie de tortura. Só a dor que permite fazer lembrar, mas não do que passou, e sim a produção de uma memória de futuro. A memória do futuro é quitar uma dívida, cumprir promessas. Assim, cria-se relação de credor e devedor. As punições vão se reiterando no corpo conforme as promessas e dívidas que não são quitadas. Dar é gerar uma dívida e não trazer uma troca. Assim a aliança está feita. O teatro da crueldade se apresenta, o desejo se liga a submissão.
 
Precisamos nos conectar com a nossa natureza e criar outras formas de desejo para assim nos tornarmos mais livres de um sistema que nos escraviza por essa aliança de relacionamentos apoiados na dívida e culpa.
 
Fabiana Benetti

Fabiana Benetti

Psicóloga clínica, psicanalista e especialista em psicossomática.

Facebook: https://www.facebook.com/PsicologaFabianaBenetti/

E-mail: fabianabenetti@hotmail.com

Este post foi lido 2095 vezes!

1 responder

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>