what-is-ego

Ego – A confusão que o buscador faz

Creio que uma das coisas mais mal entendidas do buscador do autoconhecimento é o tema Ego.
 
É de dar risada ouvir.: “temos a que acabar com o ego”, ” é a vontade do ego”, “quando eu me iluminar serei feliz”.
 
É cada novela que fazemos cheias de fantasias fantásticas de que quando se chegar lá naquele lugar a ser atingido serei uma super pessoa, serei muito feliz: a tal iluminação.
 
Será mesmo?
 
Esse modelo é o mesmo da cenoura em frente do burro, pra fazê-lo andar.
 
É o modelo que seu baú da felicidade se encontra lá… Não sei onde… Mas é lá.
 
Mas vamos para o assunto EGO.
 
Ego não é “algo”.
 
Ele não tem existência como se fosse algo que tem vontades, ou algo que precisa ser destruído.
 
Ego é um termo utilizado para mostrar um processo onde você não consegue ter consciência do que é você e o que é fantasia mental.
 
Ego poderia ser traduzido como Inconsciência de Mim mesmo, que se confunde com os pensamentos.
 
Um bom exemplo é, quando assistimos um filme ou um seriado e ficamos tão imersos nele que parece até algo real e não um simples teatro para entretenimento.
 
Não é para tanto, que quando um seriado acaba ou morre um personagem muito querido, o telespectador fica muito mal por dias. Mesmo tudo sendo uma encenação, as pessoas sentem como se fosse a vida real.
 
No caso do Ego é a mesma coisa: você esta imerso nas historinhas, nos modelos sociais, nos modelos e medidas do que é certo e errado, bem/mal, bonito/feio, etc…
 
Esta tão imerso nesses padrões, que nem desconfia que não são reais. São só medidas usadas por interesses de alguém.
 
Quando se fala em transcender o ego, é tomar consciência, ficar lúcido, dessas medidas mentais que dividem a vida em 2, é ilusória.
 
Na vida, no universo, não há divisão. Tudo é unicidade dinâmica que se expressa em contrastes polares.
 
Nada é mal, que precise ser destruído.
 
A divisão esta em nosso modo de ver. Somos nós que dividimos a vida em bem e mal.
 
Já parou pra refletir que não pode confiar no que pensa?
 
Vc já desconfiou da confiança que tem no que pensa?
 
Quando parar de confiar nos pensamentos, que são apenas uma orientação dada pelo mundo, vai começar a perceber que existem sensações em você que te orientam.
 
Essas sensações nada tem a ver com a lógica mental. É a chamada Intuição, que vai além do espaço-tempo. Por isso não dá pra tentar botar uma lógica nela.
 
A dificuldade maior em largar a mente, é a de ficar desorientado e sem rumo.
 
Mas é justamente por ouvir a mente que obstrui sentir a intuição.
 
Dentro de você há uma Consciência que se expressa pelas sensações no corpo.
 
Ela te guiará. É a forma como você saberá a que caminho ir, ela botará prazer e felicidade.
 
Por isso quando alguém fala que o nosso caminho é ajudar o máximo número de pessoas, fazer caridade, fazer tudo pelo outro, é totalmente disfuncional e ilusório.
 
Se você não sentir prazer no que está fazendo, vira obrigação.
 
E depois de um tempo vc abandonará isso mesmo que prometam maravilhas, igual a cenoura na frente do burro.
 
O caminho de cada um só a própria pessoa pode descobrir. Não há modelos ideais a seguir. A própria pessoa é seu próprio modelo que só serve pra ela, mais ninguém. E a bússola é sua felicidade.
 
O WuWei.: é pra você não se atrapalhar com idéias, aquilo que esta dentro de você. Não agir é não obstruir esse fluxo que vem de dentro, sentida como uma vontade de fazer algo, acompanhada de muita energia e prazer de fazer.
 
Isso é o Tao.
 
Ele flui em nós através das sensações.
 
Sempre você estará nessa encruzilhada:
 
Seguir o que sente (Tao), ou seguir o que o mundo quer que você siga. Você irá ter de desafiar essas idéias que pegou de professores, mestres, gurus, igrejas.
 
O verdadeiro mestre o liberta para ser quem realmente é e não pra seguir modelos ditados por eles.
 
Desconfie dessas receitas de Iluminação.
 
Cada vez que tomar clareza de algo, você ficou lúcido, iluminou o que parecia real mas era ilusão. Iluminação é a jornada de ficar lúcido, e não um lugar a se chegar, algo a se atingir.
 
No momento que sair de uma situação repetitiva, você saiu do looping de uma crença, ficou lucido.
 
Isso é o Samsara: sair da repetição. Não tem nada a ver com prisão de reencarnação.
 
Esse modelo de cenoura na frente do burro, também está na nova era.
 
Gosto texto do Taoísmo que exemplifica isso.: “lá na curva não há nada alem da curva. Lá no topo da montanha não há nada além do topo da montanha, o centro sempre esta onde estou”.
 
Ou seja, essa novela que insiste em acreditar, que quando chegar lá na tal iluminação vai ser um espetáculo é pura fantasia.
 
Ainda acredita que o bem estar esta atrelado a algo, uma situação, uma pessoa, uma meta a se atingir.
 
Sempre lá…
 
E nunca onde estou agora.
 
O bem estar vem na medida que se desidentifica das medidas mentais que julgamos a nós mesmos, nos rotulando como imprestáveis, maus, pecadores, fracassados, etc…
 
Quando transcender essa divisão, sobra o ser, e o bem estar, flui.
E essa obsessão por atingir a iluminação cessa pois o único motivo de você perseguir isso é o seu mal estar agora em não saber lidar com o mundo.
 
Por isso, não há lugar algum a se chegar.
 
A vida foi feita para você ter a experiência que assim escolher.
 
A vida ou Existência é uma jornada sem fim.
 
E a única coisa que importa é onde estou agora tendo uma experiência.
 
Você está aqui pra viver a história que assim escolher.
 
Naldo Siguimoto

Este post foi lido 3489 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>