post-6-e

Entrego, confio, aceito e agradeço

A pessoa tinha metas, planos, prazos… queria coisas, alcançar objetivos, tinha desejos a serem concretizados, sonhos a serem realizados… o intelecto girava, girava, girava em busca de soluções… mas as coisas não aconteciam conforme a sua vontade e isso gerava muita frustração, cansaço, raiva, às vezes tristeza, crises… uma luta diária!
 
História conhecida?
 
Provavelmente sim. E como superar isso? Vamos refletir um pouco a partir de uma ótica mais espiritual. Há algumas interpretações bem significativas para uma das ferramentas mais poderosas do Ho’oponopono. Uma estratégia que tem o poder de trazer uma Paz indizível ao nosso ser.
 
Se você passou ou está passando por situação semelhante… estresse, dor, desamparo, desconforto, sofrimento… Pare e preste atenção nessas quatro palavrinhas: Entrego, Confio, Aceito, Agradeço. Quem sente dor, desamparo, desconforto e sofre é o nosso ego! Já parou pra pensar nisso? A nossa alma está tranquila e serenamente no lugar em que sempre esteve. Aguardando (e ‘torcendo’ para) que a nossa mente se acalme… se cale… se aquiete, silencie…
 
Para lidar com situações de aparente impotência, há uma estratégia muito, muito eficaz: Entregar a questão ao Criador. Confiar que o Universo vai cuidar de tudo. Aceitar o que vier pela frente e agradecer antecipadamente qualquer resultado, seja qual for. Sim, eu sei: é mais fácil falar do que fazer! Mas, sem dúvida, temos que tentar! Todos os dias, a todo o momento! Sem parar! O Universo só conspira a favor daquele que conspira a favor de si próprio! É impossível que o Universo conspire a nosso favor, que o Criador ou a Presença Divina em nós consiga atuar enquanto estivermos estressados, desesperados, agoniados, etc. Impossível! Temos que estar dispostos a soltar tudo.
 
Se todos os ensinamentos profundos e sérios sobre espiritualidade dizem que o Criador está em cada um de nós como Centelha Divina e, portanto, que já somos perfeitos em essência; que tudo o que temos a fazer é limpar o nosso subconsciente do lixo mental acumulado para nos tornarmos Luz, podemos concluir que o Criador nos quer felizes, sadios, prósperos e cheios de Luz.
 
A professora do Dr. Len, Morrnah Simeona, ensinava que “Nós estamos aqui somente para trazermos paz para nossa própria vida, e se trazemos paz para nossa própria vida, tudo em nossa volta encontra seu próprio lugar, seu próprio ritmo e paz”. Cristo disse: “Vós podeis fazer o que Eu faço e muito mais”. Os kabbalistas dizem que um dos nossos maiores desafios e a grande meta de nossas vidas é desenvolver confiança total na Luz através da nossa transformação pessoal. Então, o que estamos esperando??
 
O professor de yoga, Sr. Hermógenes, um dos protagonistas do filme EU MAIOR, diz que “Deus sempre deseja a nossa fiel e incondicional confiança. Ele aproveita a nossa entrega e põe a nosso favor Sua Onisciência, Onipresença, Onipotência e isso nos liberta.”
 
Então, vamos lá!
 
A ENTREGA só é autêntica e verdadeira se NÃO determinamos uma resposta específica. No momento em que entregamos, total e verdadeiramente, a Paz imediatamente nos preenche. Imediatamente! Entregamos ao Criador, ao Universo, à Luz, à Fonte (ou como queira denominar) toda a situação. O que acontece nesse momento? Alívio total! O professor Hermógenes completa: “Estar entregue a Deus é a mais perfeita condição de sábia imobilidade e, por isso mesmo, a mais eficaz.”
 
Somente quando estamos equilibrados, serenos e em paz, podemos receber uma ‘Inspiração’. O Ho’oponopono nos conscientiza de que temos escolhas: limpar os padrões repetitivos (soltá-los, entregá-los à Luz) ou reagir. E, na verdade, essa é uma escolha entre estar bem, feliz e em paz ou ser refém das memórias, triste, inquieto. Quem limpa é a energia divina em nós, e isso ocorre porque damos “permissão”. Sem essa permissão, nada acontece porque o Criador respeita o nosso livre-arbítrio. Mas temos que fazer a limpeza sem expectativas. Somente o Criador sabe o que precisa ser limpo e quando será feito. Assim, é preciso entregar as memórias para serem transmutadas e se entregar ao processo. Abrir mão de qualquer tipo de controle. Quanto maior a entrega, maiores os resultados. Pode apostar nisso!
 
Ao entregar, precisamos desenvolver a CONFIANÇA de que virá o que for melhor para nós, sempre. Mesmo que não seja o que nós gostaríamos, será certamente o melhor para nós no momento. Trata-se de uma Certeza Absoluta na Luz. A Certeza Absoluta de que, aconteça o que acontecer, a Luz está presente nessa situação. A Luz está sempre presente e é o melhor que pode acontecer no momento. É o que o nosso ‘recipiente’ consegue suportar ou precisa para crescer. E, quanto mais limpamos, entregamos e confiamos, mais o nosso recipiente se torna apto a acessar mais bênçãos. Bênçãos que já estão inerentemente em nós mesmos. Confie que cada vez que você está fazendo a limpeza com o Ho’oponopono, algo está se soltando, sendo transmutado e o universo está nos apoiando e nos trazendo o que é correto para nós.
 
Outra fala do professor Hermógenes que me chamou a atenção é: “Achamos que ter fé em Deus nos dará isso ou nos livrará daquilo, mas não é nada disso. A verdadeira fé consiste em calar para que Ele fale, consiste em nos render ao que Ele quiser fazer de nós e por nós. Se você quiser dar uma chance a Deus para que Ele o liberte, cure e ilumine, o que tem a fazer é precisamente oferecer-Lhe a sua quietude. Se continuar afobado, como pode Deus atuar?” Aquietai-vos e sabei que Eu Sou Deus (Salmo 46:10).
 
Devemos, portanto, silenciar o intelecto e confiar no processo. Temos que deixar de analisar tanto, de julgar, de querer entender tudo. Isso é o nosso ego tentando sabotar o processo de cura. Em momentos de crise, o intelecto não sabe como encontrar as melhores soluções, porque não está “vendo a figura completa”. É preciso confiar que quando utilizamos as ferramentas, algo está realmente acontecendo. Quando confiamos de fato, algo acontece e perdemos o medo. E mais: com isso, passamos a desenvolver a nossa autoconfiança. Temos que fortalecer a nós mesmos, desenvolver a nossa autenticidade.
 
Praticar realmente o Ho’oponopono implica em ACEITAR 100% a responsabilidade pelas coisas que “me acontecem”, aceitar 100% a responsabilidade pelo que eu estou sentindo com relação ao que quer que esteja acontecendo e aceitar 100% a responsabilidade de mudar o que eu sinto. Tudo em nossa vida chega até nós para que limpemos os sentimentos (memórias, padrões e programas) negativos relacionados. Limpamos para que Aquele que é Perfeito venha até nós e aquilo que é perfeito passe a fazer parte de nós e de nossas vidas. Praticar o Ho’oponopono, por isso, é aceitar que existe uma parte mais sábia em nós, uma parte sagrada que sabe muito, muito mais do que o nosso intelecto.
 
Então, “eu aceito que ‘isso’ veio até mim porque eu atraí essa situação através das minhas frequências vibratórias.” Já parou pra pensar o quanto isso é libertador?! Eu só posso mudar aquilo que está em mim. Aquilo que está no outro, somente ele pode mudar. Quando reconheço que “isso” está em mim, automaticamente tenho a chave para a minha liberdade. Escolho imediatamente fazer a limpeza e, no momento certo, fico livre. Livre!
 
Isso vale para quaisquer expectativas que tenhamos criado com relação às outras pessoas ou a situações. Pergunta: “Como posso NÃO ter expectativas?” Resposta: Limpando, limpando, limpando! Com o Ho’oponopono, não importa o que esteja acontecendo em nossas vidas, se praticamos a limpeza continuamente, alcançamos a Paz. Às vezes leva um pouco mais de tempo, às vezes é mais rápido, mas em algum momento, alcançamos a Paz. Sempre! Sem exceção! E se eu tenho PAZ, não tenho expectativas!
 
Finalmente, temos que fazer do ato de AGRADECER uma rotina em nossas vidas. A palavra Gratidão rompe o processo de julgamento que o nosso ego faz e nos tira imediatamente da situação padrão. Nós não brigamos com as memórias, não brigamos com nada fora e nada dentro. Não somos contra nada e ninguém. Simplesmente agradecemos porque agora estamos cada vez mais conscientes, enxergando as memórias e programas. Agradecemos pela oportunidade de nos libertar e libertar as memórias.Agradecemos antecipadamente ao Criador por estar nos curando, transmutando tudo em uma Luz pura.
 
A melhor oração que pode existir é dizer ”Gratidão!“ porque isso automaticamente nos coloca acima dos problemas. “Isso está aqui para que eu aprenda a lidar com essa questão e eu agradeço esta oportunidade!” São milhares de programas ocultos e não temos a menor noção de onde isso está conectado em nós. Assim, é totalmente desnecessário tentar pensar, analisar ou entender aquilo que está sendo transmutado. Basta dizer: “Te amo! Sou grato(a)!” Fazendo isso, estamos apenas buscando a Paz. Como disse Morrnah Simeona, limpamos para poder estar em Paz.
 
Após todas essas explicações, o que deveríamos fazer mesmo é tentar tatuar, de alguma forma, na nossa alma essas quatro palavrinhas! Entrego. Confio. Aceito. Agradeço. Quem sabe assim incorporamos firmemente o seu significado em nosso ser e em nosso dia-a-dia.
 
Agora, quero agradecer a sua presença nesse espaço virtual e sugerir que você comece, se ainda não o faz, a praticar a Gratidão continuamente em sua vida. Agora, já! Você vai ver milagres acontecerem!
 
Agradeça, agradeça, agradeça. Porque, afinal, você atrai aquilo que agradece.
 
Aloha!
 
Regina Tavares
 

Este post foi lido 82682 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>