11480

O CODEX – A Lei Universal e as 4 Leis individuais

Informo que foi recebido por nós, materializado, no dia 23/03/2016, o Codex, vindo do Sol Central da Via Láctea, das Plêiades. Os Códices ou Codex, da palavra em latim que significa “livro”, “bloco de madeira”, eram os manuscritos gravados em madeira, em geral do período da era antiga tardia até a Idade Média, são os Manuscritos do Novo Mundo escritos por volta do século XVI. Ele é um avanço do rolo de pergaminho, que gradativamente substituiu este último como suporte da escrita, que por sua vez, foi substituído pelo livro.
 
Primeiro foi a Tábua Esmeralda de Hermes, depois a Torat, que deixou todos os segredos ocultos no Tarot, depois a Bíblia e agora o Codex, o mais perfeito de todos. O que normalmente ocorre e já ocorreu em todos os outros Ciclos, não apenas neste planeta, assim, isso parece ser uma experiência universal que sempre acontece.
 
Esse material que recebem agora, é um presente do Universo pra todos nós, é um documento sagrado pra Nova Era Dourada, que vem com informações para ser propagada com todos os que se afinem com temas sobre a Transição Planetária e a Nova Era. O Codex vai de encontro com os ensinamentos contidos ocultos, nas Cartas de Cristo.
 
Essas são as primeiras Leis que regem o novo ciclo da Nova Era de Aquário, iniciada no dia 10/01/2016 e que agora, estão disponíveis, sendo massivamente divulgadas para todos os cidadãos do mundo, por 144 seres encarnados, que receberam o mesmo documento.
 
As regras e Leis servem para entender o funcionamento de tudo o que acontecerá e de como as situações ocorrem; como há o crescimento; como há a obtenção de qualquer aspecto daquele Ciclo, por isso, na transmissão deste Codex, é importante que os termos sejam completamente entendidos pelas mentes racionais, reduzidos à sua essência e universalizados, evitando-se confusões semânticas e conceituais.
 
A luta que acham que têm, em relação ao mal deste plano e desta dimensão, nunca existiu. Na criação de todas as coisas e na individualização da Fonte, um dos aspectos era o contrário do que chamam de bem, porém, esse aspecto já foi superado há muito, na própria criação, isto significa exatamente, que o que acham que hoje é mal, é apenas um eco daquilo que já foi e já passou.
 
Não devem se preocupar e se ocupar de lutar contra o mal, um dos primeiros conceitos a entender é que o bem, ou o que chamam de bem, não trava nenhum tipo de batalha ou de luta, pelo simples fato de entender que aquilo é apenas uma ilusão, mas apesar disto, ter reflexos físicos e objetivos aqui nesse mundo, trata-se de algo que já aconteceu.
 
I. DAS BASES GERAIS PARA CADA INDIVÍDUO NO NOVO CICLO:
 
A base da quinta dimensão também é pentadimensional, ela não compreende julgamento, ela não compreende arrogância, ela não compreende nada contrário à Lei do Amor, ela não resiste ao mal, ela não vai contra a Lei da Misericórdia, assim, as bases de cada indivíduo, para este novo Ciclo, são: 1. Não julgar, 2. Ser humilde, 3. Não fazer nada contra a Lei do Amor, 4. Não resistir ao mal, 5. Não fazer nada contra a Lei da Misericórdia, cada um dos conceitos será explicado juntamente com todos os outros que regem os aspectos objetivos desse tempo e dessa dimensão e compõem as premissas básicas, independentes e superiores à qualquer outra Lei.
 
1. A LEI UNIVERSAL: Conhecimento e consciência de que cada ser existente do Universo, tem todas as condições para desenvolver-se com pleno potencial, para crescer e para desfrutar, independentemente de sua forma de individualização, à partir do momento que algo se separa e se individualiza da Fonte, tem todas as condições dadas pelo Universo, para que se desenvolva em seu pleno potencial, conforme a forma que escolheu para essa individualização, assim, uma das relações com as premissas pentadimensionais de não julgamento, significa que não se pode comparar um ser com outro no que tange ao desenvolvimento, todos os seres têm em si a possibilidade de desenvolver-se em sua plenitude, tudo no Universo é dado para que ele se desenvolva em sua plena potência e quando comparam e julgam, começam a ver diferenças nesse desenvolvimento e nessa exteriorização de potencial, poderiam imaginar que um gato desenvolveu-se menos do que uma mulher? Dentro de suas condições de individualização, ele tem todo potencial de desenvolvimento, porém, é preciso que fique claro que para que isso aconteça, é necessário conhecimento e consciência.
 
II. DAS LEIS INDIVIDUAIS:
2. A LEI DO AMOR: Colocar o bem estar, a ocupação e os sentimentos para com os outros, acima do eu; Negar a existência do mal no mundo e não resistir; O amor segue o curso da menor resistência, o maior presente a outro ser, tenha ele a forma que tiver, é dar-se a si sem amarras ou expectativas.
 
Vamos retomar as premissas pentadimensionais: Não julgar, ser humilde, não fazer nada contra a Lei do amor, não resistir ao mal e não fazer nada contra a Lei da Misericórdia, mas a Lei que rege tudo é a Lei Universal, que acabamos de analisar e assim, começam as Leis Individuais, sendo esta, a primeira e a mais importante, que é a Lei do Amor, ela coloca o bem estar, a ocupação e os sentimentos para com os outros, acima do eu, observem os elementos naturais, ditos “sem consciência racional”, eles seguem esta premissa? Um ser individualizado em forma de vegetal segue essa premissa? Ele coloca o bem estar, a ocupação, toda sua energia, seus sentimentos, em função dos outros seres, acima das suas necessidades, não por escolha, mas por função e objetivo, ele nega a existência do mal no mundo e ele não resiste a nada, a resistência não precisa ser colocada em termos de bem ou mal, não se deve resistir nem ao mal, nem ao bem, existem muitas questões nesta dimensão relacionadas à resistência, até ao bem, à ajuda, ao apoio, ao auxílio, isto está ligado ao fato de que cada ser individualizado, com consciência, tem a impressão de que poderia fazer as coisas sozinho, assim, há resistência não apenas contra os aspectos que chamam de mal, mas também, contra os aspectos que são benéficos a cada ser, a Lei do Amor contém o princípio da não resistência e segue o curso da menor resistência, o que entendemos como maior presente e possibilidade de expansão do ser é dar-se a si, sem nenhum tipo de amarra, trava, algema, corrente ou expectativa.
 
3. A LEI DA MISERICÓRDIA: Conferir o perdão a si e aos outros seres, na medida em que esses seres tenham entre si algum envolvimento, relacionado a alguma situação específica, existe uma outra Lei, da qual falaremos adiante, que é a Lei da Graça, também relacionada ao perdão, porém, a Lei da Misericórdia confere o perdão, que para os princípios universais, significa cancelamento e esquecimento de qualquer vínculo em relação àquela situação, precisam compreender que no funcionamento geral do Universo não se “perdoa pessoas”, cancela-se o vínculo com situações, o que talvez torne mais fácil esse processo, para cada um dos indivíduos, como poderiam perdoar pessoas, se todos saíram do mesmo local e são praticamente o mesmo ser, individualizado de formas diferentes? As inter-relações são baseadas em situações, é a situação que causa o que chamam de bem ou mal a outro ser, não o próprio ser e essa mudança de foco e de paradigma, propicia a maior paz possível, quanto às memórias daquela situação, elas ficam guardadas no quarto corpo e não são apagadas, as memórias ficam, porém em termos de situações, não relacionadas aos seres que a deram origem, uma situação é apenas uma situação, ela só é diferenciada quando ocorre com você, ou com alguém a quem tem estima, caso uma pessoa de sua estima, um indivíduo de sua estima, sofra um mal, essa memória será armazenada de uma forma, em seu quarto corpo, por outro lado, se este mesmo mal for praticado a uma pessoa com a qual você não tenha nenhum vínculo, você não terá o mesmo sentimento, nem o armazenará no seu quarto corpo, as situações não causam nenhum mal, porém, são elas que devem ser perdoadas, não os seres que a cometeram, mas verão mais adiante que as situações podem ser provocadas, ou ainda, têm uma função específica.
 
4. A LEI DA GRATIDÃO: Devolver a energia recebida, Gratidão, para esta dimensão, pode ser compreendida como valorização, reconhecimento, preenchimento de desejo, ou satisfação, percebam como sempre vinculam os conceitos às questões emocionais, para o Universo, contudo, as coisas são um tanto mais simples, gratidão significa que a energia recebida deve ser devolvida, os seres humanos tendem a ligar a gratidão sempre às situações positivas e benéficas em suas vidas e sentem gratidão quando um ser comete um bem, porém, gratidão é apenas devolver a energia recebida e à partir deste conhecimento, têm condições, neste momento, de perceber o quanto, achando que são gratos, são ingratos, quase que o tempo inteiro, pois muitas vezes agradecem, mas não devolvem.
 
Assim, se pudessem e quisessem apenas agradecer, neste conceito de agradecimento, o que deveriam fazer para que realmente a energia recebida fosse devolvida? Nossa pergunta objetiva: agradecer com palavras seria suficiente? Se querem devolver a energia com palavras devem fazer isso, e podem fazer isso, através de bênçãos, para ter gratidão é preciso achar uma maneira, na medida do ato que foi cometido em relação a vocês, devolver essa energia, qualquer que seja a forma, o conceito de gratidão para o Universo, restringe-se a: energia recebida e energia devolvida.
 
5. A LEI DA UNIDADE: Sendo que tudo parte da mesma Fonte e tudo é Um, não há contra o que se lutar, qualquer tipo de luta é sempre contra si mesmo, em qualquer nível e qualquer dimensão, está é a Lei que regula a ausência das lutas, não há contra quem se lutar, ou com o que se lutar, se tudo parte do mesmo local e tudo é Um, qualquer tipo de luta é sempre contra si próprio, em qualquer nível e em qualquer dimensão.
 
Enfim, o grande presente do Universo: O CODEX ESTÁ DISPONÍVEL PRA TODOS!
 
13 de abril de 2016 ∴ Rodrigo Bastos ∴ Rio de janeiro ∴ América do Sul ∴ Brasil ∴

Este post foi lido 4938 vezes!

3 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>