post-2-f

O estado de fluxo é o alinhamento interior

Não seria ótimo se a vida, de repente, tornasse-se muito mais fácil? E se, em vez de trabalhar arduamente para concluir um projeto, tudo fluísse em conjunto, em um caminho de movimento fácil, em direção à perfeita conclusão?
 
Esta é a promessa da filosofia oriental de Wu Wei, que promove a ideia de não fazermos nada, pois nada fica por fazer.
 
Quando nada for feito… desculpe-me? Quando eu encontrei pela primeira vez esta gritante contradição, fiquei seriamente preocupado sobre as células do meu cérebro estarem em curto-circuito e em fusão. Quanto mais eu pensava sobre isto, mais eu me convencia de que estava começando a sentir cheiro de fumaça saindo dos meus ouvidos!
 
Mais tarde, em uma idade mais velha e mais madura, comecei a ver a ideia por trás da aparente contradição. A tradução alternativa de “ação sem esforço”, em vez de “ação sem ação” ajudou a esclarecer a ideia original.
 
Vim a perceber que se, em vez de tentar fazer algo acontecer pelos esforços usuais do planejamento, da força de vontade e determinação, você se interiorizasse e visse a ação realizada, então, algo muito diferente aconteceria. A ação não se torna misteriosamente realizada através do não esforço, mas você experiencia um estado de fluxo que lhe permite se mover através da tarefa com facilidade, graça e incrível eficiência.
 
Uma luz condutora na psicologia positiva hoje é do professor Húngaro-Americano Mihaly Csikszentmihalyi (Caso você esteja se perguntando, seu último nome é pronunciado “Cheek-sent-me-high-ee.”) Seu foco na felicidade e na criatividade levou ao conceito de fluxo, que é um estado de concentração ou completa absorção em uma atividade.
 
Ele enfatiza que o desenvolvimento de um estado de fluxo leva a um maior desenvolvimento das habilidades superiores e à capacidade de enfrentar os maiores desafios em um campo escolhido.
 
A mensagem de Wu Wei é desenvolver exatamente este estado de fluxo e fazê-lo pelo desenvolvimento de estados mais profundos da consciência interior.
 
A maneira mais fácil de invocar um estado de fluxo, portanto, é se interiorizar, entrar em sintonia com o seu ser interno e com a tarefa pretendida, e, em seguida, sair pelo mundo da ação e conduzir a sua orientação intuitiva a cada passo do caminho, até que a tarefa seja concluída.
 
Em um estado de fluxo, a ação é guiada a partir do interior e o executor virtualmente desaparece na ação.
 
A chave para criar o estado desejado de fluxo é que, porque o seu ser interno está em completa sintonia com o universo, você pode, então, agir de uma maneira que esteja perfeitamente alinhada com todas as outras circunstâncias relacionadas ao seu trabalho. É assim que acontece a sincronicidade e as coincidências se tornam comuns em sua vida. Pessoas, ideias e materiais se unem no momento e lugar certo e exato porque o fluxo é uma orquestração de muitos, não apenas de um.
 
Você pode ser a principal pessoa a conduzir o trabalho, mas o universo responde a sua conexão interior e lhe traz tudo o que você precisa, com coincidência e sem esforço.
 
A mensagem de Wu Wei é que há um tempo e um lugar para tudo se reunir, para a realização sem esforço. Ao pretender um objetivo e se conectar com o seu ser interno, você começa a criação deste tempo e lugar perfeito, atraindo todos os recursos que precisa para alcançar o objetivo.
 
Então, ao agir exatamente quando a energia for adequada, você expressa o fluxo de ideias e a energia que fluem do seu ser interno.
 
A realização se torna fácil, e o reino do ser se manifesta no mundo da ação. Você terá alcançado o sucesso através do alinhamento com o reino da não ação.
 
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Este post foi lido 2525 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>