saquinho-da-riqueza

Onde está a verdadeira riqueza?

Muitas pessoas querem a todo custo ganhar muito dinheiro e se tornarem ricas.
 
Mas a riqueza não está nos bens, no dinheiro e ou no patrimônio material que possuímos.
 
Riqueza é poder acordar todas as manhãs e abrir os olhos.
 
Riqueza é poder abrir a janela e sentir os primeiros raios de luz do sol.
 
Riqueza é poder saborear sem pressa o pão de cada manhã.
 
Riqueza é poder caminhar, falar, rir e brincar.
 
Riqueza é poder abraçar, fazer carinho, dar afeto e cuidar.
 
Riqueza é poder amar e ser amado, é dar e receber, é perder, ganhar e aprender com as lições da vida.
 
Riqueza é louvar a simplicidade da vida e do momento presente.
 
Riqueza é não precisar de nada para ser livre e feliz.
 
Riqueza é caminhar na praia, molhar os pés no mar, sentir a areia quente.
 
Riqueza é poder rolar na grama, sujar as mãos na lama, correr no campo, e beber água dos rios.
 
Riqueza é dormir ao relento, observando as estrelas, e vendo uma estrela cadente cruzando o céu noturno.
 
Riqueza é não cultivar nenhuma preocupação e sentir uma alegria desprendida, calorosa e livre.
 
Ninguém precisa de coisa alguma para possuir essa riqueza, a riqueza das riquezas.
 
A riqueza das riquezas é viver e deixar a vida fluir em todo o nosso ser, sem bloqueios.
 
A riqueza das riquezas é ser livre, libertar-se de tudo que nos oprime, é perdoar, é soltar as mágoas, é desimpedir-se de tudo.
 
A riqueza das riquezas é sentir a gratuidade da vida, é estar presente e sentir no momento atual a eternidade.
 
E finalmente, a riqueza das riquezas é ter o bem mais precioso de todos: a paz de espírito.
 
Hugo Lapa
 

Este post foi lido 2166 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>