words

Palavras

Palavras podem ser doces ou cruéis, tudo depende de como são ditas. O homem tende a esquecer rapidamente as palavras doces e belas, mas jamais esquece as palavras cruéis.
 
Quando for falar com alguém é melhor pensar o que vai dizer uma vez que as palavras erradas podem atrapalhar seu diálogo.
 
É melhor pensar e refletir antes de falar, pois as palavras emitem vibrações que emanam até o fim do universo. As palavras podem tornar os eu dia melhor ou pior, podem fazer sua vida prosperar ou estagnar.
 
Procure sempre pensar e falar coisas boas se for necessário substitua as palavras que fala por outras com conotação positiva, que denotem algo melhor. Você tem o poder de mudar a energia a seu redor, use esse poder, mude sua vida, recomece um novo amanhã.
 
Uma palavra ruim lançada no momento de raiva fere mais que a mais mortal das adagas, a palavra fere o coração, o espírito, a adaga fere o corpo. As dores do coração e do espírito são mais doloridas e mais difíceis de serem curadas. São magoas que permanecem por muito tempo na lembrança de quem foi ferido.
Para evitar essas feridas é melhor não dizer nada no momento de raiva. Silencie suas palavras, prefira fazer uma prece e abrandar o seu coração nesses momentos. Lembre-se sempre dos ensinamentos do mestre Jesus que dizia “vigiai e orai”. Mais vale um coração em paz do que um coração aflito. É melhor se passar por covarde do que ficar se remoendo de remorsos.
A covardia é não saber se calar nos momentos de raiva, pois nesses momentos são destilados todo palavreado capaz de ferir e agredir o outro, só para mostrar força e poder. Força essa que destrói e corroí.
 
Portanto silencie, ore e seja forte. Não permita neste momento de fraqueza que sua mão esquerda saiba o que faz a sua mão direita. Ao fazer isso irá evoluir e se aproximar mais do outro, irá mostrar o seu verdadeiro amor, pois em um momento seu ato será reconhecido e a paz irá triunfar.
 
Publicado por Marcos JPaula

Este post foi lido 1568 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>