iStock_000077004775_Large

Porque ser positivo é inteligente!

Repare bem e veja se nos momentos em sua vida de grande pânico ou raiva, você conseguiu agir de forma inteligente e fez a melhor escolha.
 
Repare bem e você se lembrará que quando teve as melhores “sacadas” da sua vida, estava em algum estado emocional entre o prazer e a tranquilidade.
 
Não é conversa de autoajuda – é fato, é química. O corpo humano produz substâncias químicas que regulam nosso humor, ânimo, foco e capacidade de análise e decisão.
 
Esses remédios naturais são acionados a partir do que captamos com nossos sentidos ou através de nossa memória ou projeção futura. A imagem mental que construímos cria circuitos neurais, que irão disparar o acionamento de hormônios e seremos então banhados por essas substâncias.
 
De uma forma resumida, sem citar os nomes dos hormônios, se a imagem criada for boa, nosso cérebro gera substâncias que irão nos trazer tranquilidade, alegria e foco. Se a imagem criada for negativa, nosso cérebro perfeito nos inundará de hormônios do estresse, que preparará nosso corpo para luta ou fuga.
 
Qual dos estados emocionais você quer criar em você? O que funciona melhor para você tocar suas próximas 24 horas?
 
Sabendo dessa dinâmica cerebral, ainda acha super inteligente ficar procurando pelo defeito, cultivando crítica e estimulando projeções negativas?
 
Sabendo disso, ainda acha pouco inteligente aquele que propositadamente busca ver o melhor em tudo?
 
A vida tem dois lados – sempre!
 
Mais inteligente não é quem encontra os defeitos e sai por aí gritando suas conclusões negativas. Mais inteligente é aquele que sabe regular suas emoções, para depois fazer escolhas mais sensatas e produtivas!
 
Você hoje consegue gerir seu estado emocional? Qual o grau da sua inteligência essencial – a emocional?
 
Alessandra Riscado

alessandra-riscadoAlessandra Riscado
Coach e terapeuta para autoconhecimento e autogerenciamento pessoal e colaboradora do Movimento PENSO POSITIVO.
www.alessandrariscado.com

Este post foi lido 1317 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>