Depressão-3

Preocupações

Quando estiver seguindo pela estrada da vida.
 
Procura evitar toda preocupação…
 
Preocupação é ocupar-se antes da hora, é pré-ocupar-se.
 
É se concentrar ou se deter em algo que ainda não ocorreu.
 
As preocupações te prendem no passado ou no futuro.
 
Estamos aqui e ali, perdidos no tempo ou no espaço, mas nunca no momento presente.
 
Não duvide da máxima:
 
Se algo ainda não deu errado, não há motivo para preocupação; e se algo já deu errado, nada há mais o que se preocupar.
 
Ansiedade, inquietação, cansaço ou agitação mental: a preocupação é fonte dos mais variados problemas.
 
Desde insônia até dores de cabeça, assim como doenças e depressão.
 
Acorda para a verdade… A preocupação só te gera tensão.
 
E a tensão quase sempre te deixa paralisado e inconsciente de si mesmo.
 
Atenta para o fato de que nenhuma preocupação resolve um problema,
 
Pois a própria preocupação já é um problema.
 
O que resolve é a ação… e não a pré-ocupação.
 
Antecipamos um sofrimento que pode nunca acontecer, e criamos um sofrimento até então inexistente.
 
Enquanto nos preocupamos, o tempo passa, a vida segue, as coisas acontecem, e nossa vida pára.
 
Pior é quando nos preocupamos em não nos preocupar, ou quando sofremos por não querer sofrer.
 
A pessoa preocupada já vive no próprio sofrimento que deseja a todo custo evitar.
 
Você pode acreditar que tem mil motivos para suas preocupações, mas toda preocupação é vã e sem sentido.
 
A mente preocupada viaja em diversos pensamentos de perigo…
 
Cria situações, agita emoções, erra nas decisões e não enxerga soluções.
 
A pessoa preocupada tenta controlar as variáveis mais improváveis para que tudo saia como ela espera.
 
No fundo, ela quer ter o domínio daquilo que é impossível de se controlar.
 
Se você ainda não aprendeu que na vida nada se controla, então permanecerá como a eterna vítima das preocupações.
 
A mente sempre pode inventar mais e mais preocupações, mesmo que sem base na realidade.
 
Todas criações baseadas em supostos riscos de cada aspecto da sua vida.
 
Quem se preocupa, não precisa de motivo, basta sua própria insegurança, medo e falsa expectativa.
 
Nada na vida humana é certo, tudo é imprevisível. Por isso, quem se preocupa está iludido pela falsa certeza de um caminho ideal que se supõe direto e linear.
 
A pessoa preocupada sempre entrega sua vida na mão das probabilidades.
 
Para ela, qualquer coisa pode dar errado, portanto, sempre há algo a se evitar.
 
E de evitação em evitação, vamos perdendo nossa vida e morrendo dentro dos possíveis perigos da existência.
 
Mas o maior perigo de todos já está ocorrendo: passar pela vida com medo da própria vida, perdendo a nós mesmos num sem-número de formulações pessimistas.
 
Não se preocupe… Não se deixe afundar no mar revolto das preocupações.
 
Viva de acordo com o acontecimento, e não de acordo com o que pode acontecer.
 
Você pode se ocupar, mas não perca sua vida se preocupando.
 
Hugo Lapa
 

Este post foi lido 2084 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>