Mulher-dor-de-cabeca-5

Preocupar-se é ser amoroso?

Muitos de vocês foram condicionados a equacionar a preocupação com o Amor. Mas é realmente amoroso o ato de preocupar-se?
 
Quando você se preocupa com o outro, você está energicamente transmitindo a sua crença de que eles não são competentes.
 
Você também fica em um espaço de medo e dúvida, que é uma indicação de que você está fora da fé e da confiança.
 
Você não só está na ilusão de que a outra pessoa é de algum modo incapaz de gerir a sua própria vida, mas você também está comprando a ilusão de que as coisas nunca poderiam se desenrolar sem a perfeição divina, ou que, elas estão de alguma forma sem qualquer apoio amoroso do Universo.
 
Nós amamos você pelo seu concurso e carinhoso coração!
 
E se, quando você vir alguém passando pelo que você considera ser uma luta, sua primeira reação for a de reconhecê-los como sendo completamente capazes?
 
E se você lembrar que, assim como você, eles têm toda uma equipe de ajudantes e guias para ajudá-los?
 
E se você os incentivasse a se lembrar de sua própria divina capacidade quando eles estivessem passando por um temporário momento de dúvida?
 
E se a sua piedade e medo por eles pudessem ser substituídos por encorajamento e fé?
 
Nós não estamos sugerindo nem por um momento que você vire as costas para alguém que está em necessidade.
 
Apenas estamos encorajando você a se certificar de que toda a assistência que é oferecida seja com um olho na capacitação de todos.
 
Por que não demonstrar o seu cuidado com Amor, fé e palavras de encorajamento e de capacitação, ao invés de alimentar o mito da impotência e da preocupação?
 
Por que não, através do seu Amor e sabedoria apoiar energicamente a inata maestria e autêntico poder dos outros nos momentos em que eles esqueceram temporariamente da sua verdade? ~
 
Arcanjo Gabriel
 
Fonte: Trinity Esoterics
Canal: Shelley Young – Sudbury, Ontario, Canada
Website: http://www.trinityesoterics.com
Traduzido por Adriano Pereira – blogluzevida@gmail.com

Este post foi lido 3277 vezes!

0 respostas

Deixe um comentário

Quer contribuir com seus comentários?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>